segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Aguardem!! Atividade da Campanha da Fraternidade 2016


Olá amados catequistas que passam por aqui diariamente, estou voltando com muitas saudades de estar aqui juntinho com vocês neste espaço que para mim é muito importante, onde posso partilhar os  trabalhinhos que desenvolvo com muito carinho para me ajudar e para ajudar a você nos seus encontros de catequese... e já estou providenciando um material bem bacana sobre a Campanha da Fraternidade 2016...para trabalharmos na catequese com nossas crianças fiquem no aguardo logo postarei!!

Um beijo no coração e fiquem com Deus!!

Abraço Fraterno!

Sueli

ORAÇÃO OFICIAL DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2016


Deus da vida, da justiça e do amor, Vós fizestes com ternura o nosso planeta, morada de todas as espécies e povos.
Dai-nos assumir, na força da fé e em irmandade ecumênica, a corresponsabilidade na construção de um mundo sustentável e justo, para todos.
No seguimento de Jesus, com a Alegria do Evangelho e com a opção pelos pobres.

Dom Pedro Casaldáliga (Prelazia de São Felix do Araguaia)

Fonte:http://campanhas.cnbb.org.br/cf2016/oracao-oficial-da-campanha-da-fraternidade-2016

Campanha da Fraternidade 2016 - Explicação do Cartaz


EXPLICAÇÃO DO CARTAZ

Autor do cartaz: Anderson Augusto de Souza Pereira

“Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5,24).
Esse foi o versículo que inspirou o processo de criação do cartaz dessa Campanha da Fraternidade Ecumênica.
Assumir a responsabilidade com a Casa Comum exige uma profunda mudança no estilo de vida e nos valores que orientam nossa ação. Nosso modelo de sociedade está baseado no consumo e na aparência. Para suprir essas necessidades, sacrificamos a Casa Comum, que é o espaço em que habitamos.
Nem sempre estamos atentos para atitudes simples, por exemplo, o descarte correto do lixo, ligar nossas casas às redes de esgoto, cuidar da água, entre outras. A falta desses cuidados fere a Criação, de forma que, no lugar de flores, jardins e frutos diversos vemos esgoto a céu aberto, rios poluídos e monoculturas. A diversidade da criação de Deus desaparece.
A terra alegre fica triste. No entanto, a fé em Jesus Cristo nos anima a assumirmos o cuidado com a Casa Comum como resposta ao amor incondicional que Deus oferece a cada um e cada uma de nós. Assumir esse compromisso reacende a esperança de um novo céu e uma nova terra onde habitam a justiça e o direito.
É isso que expressa o rosto da mulher em destaque no cartaz. Queremos que as mudanças dos paradigmas e valores que nos orientam nessa sociedade de consumo transformem o rio poluído em água cristalina e habitado por muitos peixes, a terra seca em uma terra renovada e abundante. Com essa transformação, poderemos dançar e celebrar a esperança de que o projeto da Casa Comum não terá fim, mas continuará por gerações e gerações.
Fonte: http://campanhas.cnbb.org.br/cf2016/explicacao-do-cartaz

Campanha da Fraternidade 2016


Tema: Casa Comum, nossa responsabilidade

Lema:" Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça  qual riacho que não seca" (Am 5, 24)


Objetivos desta campanha

Objetivo geral:
Assegurar o direito ao saneamento básico para todas as pessoas e empenharmo-nos, à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro de nossa Casa Comum.
Objetivos específicos:
  1. Unir igrejas, diferentes expressões religiosas e pessoas de boa vontade na promoção da justiça e do direito ao saneamento básico;
  2. Estimular o conhecimento da realidade local em relação aos serviços de saneamento básico;
  3. Incentivar o consumo responsável dos dons da natureza, principalmente da água;
  4. Apoiar e incentivar os municípios para que elaborem e executem o seu Plano de Saneamento Básico;
  5. Acompanhar a elaboração e a excussão dos Planos Municipais de Saneamento Básico;
  6. Desenvolver a consciência de que políticas públicas na área de saneamento básico apenas tornar-se-ão realidade pelo trabalho e esforço em conjunto;
  7. Denunciar a privatização dos serviços de saneamento básico, pois eles devem ser política pública como obrigação do Estado;
  8. Desenvolver a compreensão da relação entre ecumenismo, fidelidade à proposta cristã e envolvimento com as necessidades humanas básicas.
Fonte:http://campanhas.cnbb.org.br/cf2016/objetivos